Empresas Sustentáveis
Fazer o Bem, Marketing Social, Sustentabilidade

Empresas sustentáveis | Consumidores preferem empresas do bem, dia pesquisa

Não é novidade para ninguém que as pessoas estão mais engajadas em causas ambientais e sociais. Nos últimos anos, o Brasil e o mundo foram tomados por uma grande onda de ativismo e muita gente decidiu defender o que acredita. Por fazerem parte da sociedade e serem formadas por pessoas, as empresas também não puderam ficar de fora dessa. Organizações de todos os tipos passaram a assumir posturas em prol de causas que afetam a humanidade. O resultado disso é que os brasileiros aprovaram essas atitudes e declararam preferir empresas sustentáveis.

Nesse artigo, a Risü te conta por que vale a pena ser uma empresa do bem.

Você sabia que os Brasileiros preferem empresas do bem?

É verdade. A maioria dos brasileiros prefere comprar bens e serviços de empresas que se mostram interessadas a contribuir para a melhoria da humanidade.

Uma pesquisa feita pela consultora PwC mostra que 95% dos entrevistados disseram estar inclinados a comprar produtos ou serviços ligados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que são:

  1. Erradicação da pobreza
  2. Fome zero e Agricultura Sustentável
  3. Saúde e Bem Estar
  4. Educação e Qualidade
  5. Igualdade de Gênero
  6. Água potável e Saneamento
  7. Energia acessível e limpa
  8. Trabalho decente e crescimento econômico
  9. Indústria, inovação e infraestrutura
  10. Redução das desigualdades
  11. Cidades e Comunidades Sustentáveis
  12. Consumo e Produção responsáveis
  13. Ação contra a mudança global do clima
  14. Vida da água
  15. Vida terrestre
  16. Paz, Justiça e Instituições eficazes
  17. Parcerias e meios de implementação

Para essa pesquisa, foram ouvidos empresários, executivos e o público em geral.

O Brasil ocupa o topo desse ranking, que também inclui os seguintes países: Argentina, Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Nigéria, África do Sul, Emirados Árabes Unidos, Rússia, China, Japão, Tailândia, Malásia, Índia e Austrália.

Empresas Sustentáveis | Consumidores preferem empresas que apostam em um mundo melhor, afirmam pesquisas

Empresas Sustentáveis

Ao contrário do que possa parecer, esse dado não é novidade para o mercado brasileiro. Desde 2012, as pesquisas já destacam uma tendência dos brasileiros a preferirem empresas que apostam em um mundo melhor.

Na “Pesquisa sobre Responsabilidade Social Corporativa”, realizada pela consultora Nielsen há cinco anos, 74% dos entrevistados já afirmavam preferir comprar produtos e serviços de empresas sustentáveis. No ranking, o Brasil fica atrás da Colômbia (86%), ao lado da Argentina (74%) e do Peru (75%).

O consumidor brasileiro parece estar mesmo preocupado com a questão sustentável por parte das empresas. É o que aponta uma outra pesquisa, realizada pela plataforma online Opinion Box, entre maio e junho de 2017, e que contou com 2.040 respostas.

42% das pessoas que responderam à pesquisa disseram se preocupar muito com as práticas sustentáveis de uma empresa. Já 49% afirmaram se preocupar, pelo menos, um pouco com essa postura. Ou seja, ao todo, mais de 90% dos entrevistados já foram impactados pela importância de consumir produtos e serviços que venham de empresas sustentáveis.

Por que seu cliente te trocaria pela sua concorrente?

As pesquisas mostram que o brasileiro está preocupado com as questões ambientais e no papel que as empresas exercem para transformar a sociedade. Então, esse pode ser um fator que leve o seu possível cliente a te trocar pela sua concorrente.

Frequentemente, aparecem nas pesquisas dados que mostram que ser uma empresa do bem pode ser um critério de desempate entre concorrências. Cada vez mais, as pessoas buscam comprar serviços e bens de organizações que compartilham os mesmos valores que eles e que se interessam pelo Marketing Social.

No levantamento da Opinion Box, 54% dos entrevistados disseram que dão preferência, sempre ou com frequência, a marcas reconhecidas por cuidar do meio ambiente. Em uma lista com 10 itens que impediriam os consumidores de realizarem uma compra, a preocupação com as empresas sustentáveis também apareceu:

  • 66% não comprariam de empresas envolvidas em trabalho escravo
  • 65% não comprariam de uma empresa conhecida por poluir o meio ambiente
  • 57% não comprariam de empresas que fazem testes em animais
  • 56% não comprariam de empresas com histórico de maltratar/não dar boas condições aos funcionários
  • 55% não comprariam de empresas ligadas a casos de agressão à natureza
  • 53% não comprariam produtos nocivos ao meio ambiente
  • 44% não comprariam de empresas que fazem campanhas publicitárias ofensivas para determinados grupos
  • 39% não comprariam de empresas ligadas a causas que não concordam

Já na pesquisa da Nielsen, o dado é ainda mais claro: 46% das pessoas afirmaram estarem dispostas a pagar mais caro por produtos que venham de empresas sustentáveis.

Ou seja, sustentabilidade importa até na hora de conquistar clientes e fazer o seu negócio dar certo. Outro número muito importante é em relação aos investimentos e negócios. Cerca de 70% dos investidores brasileiros optam por confiar o seu dinheiro a empresas que se preocupam com a sustentabilidade.

O propósito social continuará a impactar as marcas?

O consumidor, no geral, está mais consciente e atento ao que está acontecendo no mundo. Com isso, ele possui causas que defende, como a sustentabilidade, a diversidade e a igualdade, e espera que as suas marcas favoritas também compartilhem da vontade de contribuir para um mundo melhor.

O que as pesquisas de mercado indicam é que o propósito social não só continuará a impactar as marcas, como também irá influenciá-las cada vez mais. Parte disso acontece porque a tendência é de que, com o tempo e com as redes sociais sendo cada vez mais usadas para divulgar informações, os consumidores estejam ainda mais atentos às causas socioambientais. E, claro, eles também vão cobrar que as organizações sejam empresas sustentáveis.

A pesquisa realizada pela PwC mostra que há muitos profissionais comprometidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Brasil. 60% deles defendem que os ODS são importantes para os negócios, a nível local ou global. Ou seja, grande parte dos empresários já está preocupada em ter empresas sustentáveis.

O Propósito Social joga a favor de sua marca e, consequentemente, de seus resultados

Uma empresa que trabalha o Marketing Social e se coloca no mercado como uma empresa sustentável contribui não só para o mundo, mas também, para ela mesma.

Pelas diversas pesquisas já mostradas até aqui, vimos que os consumidores estão de olho na conduta e na postura das organizações na busca por uma sociedade melhor. É por isso que ter um propósito social bem desenvolvido também ajuda a melhorar a imagem da sua marca e, claro, a fidelizar clientes. Trabalhar essa comunicação multilateral com benefícios que atinjam tanto a empresa, quanto as pessoas e o mundo é uma prática conhecida como Marketing 3.0.

Em muitos casos, é preciso rever o histórico da marca antes de se posicionar. Um episódio como esse aconteceu com a Skol. Nos últimos quatro anos, a empresa se dedicou a analisar o comportamento da marca e modificou a forma como aparece nas propagandas.

Entre muitas outras ações, a Skol convidou seis ilustradoras para redesenhar campanhas antigas da própria empresa e que tinham tons machistas. A marca também passou a patrocinar a Parada Gay de São Paulo, mostrando claramente a influência de duas causas em seus negócios.

O propósito social dá certo quando a empresa entende que, como parte da sociedade, ela tem o papel de colaborar para ajudar a melhorá-la. Muitas instituições já compreenderam isso, como é o caso da Pedigree.

A produtora de alimentos para cães criou a campanha “Adotar é tudo de bom” para promover a adoção de animais abandonados. A cada produto Pedigree comprado, parte da venda é revertida para abrigos caninos. Assim, a marca consegue:

  • Defender uma causa e resgatar animais
  • Ajudar a modificar uma parte da sociedade para melhor
  • Conquistar clientes que, por serem apaixonados por cachorros, se sensibilizam com a causa
  • Vender mais produtos

Como sua empresa pode contribuir de maneira social e ambiental para um mundo melhor?

Para ser uma empresa do bem, o seu negócio precisa identificar os seus próprios valores e os do seu público-alvo e se envolver em causas que tenham relação com eles.

No caso da Pedigree, por exemplo, ela uniu a sua principal atividade (vender ração) e os valores de seus consumidores (a paixão por animais) a uma causa social (ajudar cães abandonados).

A pesquisa realizada pela PwC apontou que muitas marcas ainda não estão completamente preparadas para colaborar com as metas dos ODS. De acordo com o levantamento, apenas 13% dos empresários e executivos encontraram as ferramentas certas para se tornarem empresas sustentáveis.

Sabendo que, cada vez mais, ser uma empresa do bem será uma exigência do mercado e que muitos negócios ainda estão começando a pensar nisso, você pode sair na frente.

Para isso, conheça a Risü, uma plataforma que te ajuda a ter um propósito social. Aqui, você estimula as vendas por meio dos cupons de desconto e da nossa divulgação. Em contrapartida, ainda contribui para melhorar o mundo ao permitir que parte do valor da compra feita pelo cliente em seu site se transforme em doação para uma instituição social.

Sobre a Risü

Risü - Cupom de descontoA Risü é shopping online do Bem, onde parte do valor de suas compras se transforma em doação para uma Causa Social à sua escolha sem que você pague nada a mais por isso.

Quer conhecer melhor a Risü? Quer aproveitar os incríveis cupons de desconto e ainda ajudar uma Ong?

Cadastre-se Gratuitamente!

Empresas sustentáveis | Consumidores preferem empresas do bem, dia pesquisa
5 (100%) 1 voto
Post Anterior Próximo Post

Você também vai gostar

Nenhum Comentário

Deixar Comentário