Canais de captação de recursos: saiba por que é importante investir em mais de uma opção
Marketing para o Terceiro Setor

Canais de captação de recursos: saiba por que é importante investir em mais de uma opção

A manutenção de uma ONG é uma tarefa complicada. É preciso pensar em novos projetos, atrair voluntários, gerir todas as despesas envolvidas no processo, buscar parcerias e ainda conseguir recursos para cobrir os gastos mais básicos.

Quando um canal de captação começa a funcionar muito bem, seja ele a venda de algum produto ou a parceria com alguma empresa local, é comum que a instituição se sinta confortável com o valor arrecado e se concentre em outras demandas, diminuindo as ações voltadas para os canais de arrecadação.

Com o passar do tempo, isso pode se mostrar um grande erro, já que essa fonte de recursos pode ser perdida e acarretar em muito prejuízo para a ONG, que precisa reduzir ou até mesmo parar as suas atividades.

Neste artigo, você vai entender por que é tão importante investir em múltiplos canais de captação de recursos e como aprimorar a sua estratégia de doações, para que a ONG nunca deixe de funcionar.

Conheça o ÜP, uma plataforma de gestão completa para sua Organização Social alcançar mais doações e apoiadores.

Por que a ampliar as doações é tão importante para as empresas do terceiro setor?

doações

Como as instituições do terceiro setor não visam ao lucro – mas sim o atendimento de diversas demandas sociais, que não são cobertas por projetos governamentais – é mais complexo conseguir dinheiro em caixa, como acontece nas empresas do segundo setor (que vendem produtos e serviços).

Assim, embora a ajuda de voluntários na realização de projetos seja muito importante, as ONGs também carecem de recursos para pagar a equipe de funcionários e manter seus programas de apoio à comunidade.

Se empresas privadas precisam de capital de giro para conseguirem crescer, o mesmo acontece com as instituições sociais, que precisam de dinheiro suficiente para a manutenção básica de suas atividades e também para investirem em mais programas e ações.

E com a profissionalização das ONGs, que passam, cada vez mais, a serem geridas por especialistas e a incrementarem seu planejamento estratégico, a necessidade de recursos só aumenta.

Portanto, depender de uma única fonte de recursos não pode mais ser uma realidade nessas organizações. É fundamental pensar em múltiplos canais de captação, para não criar uma relação de interdependência com um único parceiro ou plataforma e, consequentemente, aprimorar a gestão da ONG.

Como inovar na estratégia de captação de recursos?

Especialistas são categóricos ao afirmar que a comunicação e o marketing têm impacto muito positivo nas estratégias de captação de recursos para as organizações do terceiro setor.

Por meio da divulgação, a sua causa ou projeto pode ganhar mais visibilidade, atraindo um número maior de pessoas dispostas a contribuir – com trabalho ou com dinheiro.

A pesquisa “Práticas de Marketing e Comunicação para a Captação de Recursos”, realizada pela Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e o Instituto Ipsos mostra o impacto de uma boa comunicação para a ONG e de que forma o marketing está sendo utilizado.

Segundo o estudo:

  • 50% das organizações possuem comunicação externa falha, enquanto menos de 10% sabem se comunicar bem com o público externo;
  • Mais de 40% possuem um departamento mal estruturado de arrecadação de recursos;
  • 92% fazem ações de comunicação e marketing, sendo que 33% estão concentradas na internet, mas 23% não possuem estrutura própria da área e 20% contam com profissionais de outros setores para organizarem e promoverem as ações;
  • Sobre o direcionamento das ações, 26% são feita de forma geral, 20% é voltada para doadores, 17% para parceiros, 14% para voluntários, 14% para a equipe interna, 8% para associados, e 6% não desenvolve;
  • Para abordar pessoas físicas, usa-se um apelo mais emocional, enquanto para pessoas jurídicas, o apelo é racional e sobre o retorno de investimentos sociais;

A partir desses dados, é possível extrair alguns insights para melhorar a estratégia de captação de recursos.

Transparência é tudo!

A prestação de contas deve ser uma constante na ONG. Mostre exatamente onde e como os recursos estão sendo alocados, para que os doadores criem uma relação de confiança e se sintam motivados a continuar contribuindo.

E a transparência deve estar presente em todo o processo: mostre o funcionamento da ONG, explique detalhadamente as suas necessidades e fale sobre a importância das doações para o funcionamento dos projetos.

Veja aqui sete motivos para apostar na sua ONG com o objetivo de fortalecer sua organização social.

Mantenha um site completo e com navegação intuitiva

site

O site é o cartão de visitas da organização social.

Nele, devem constar todas as informações institucionais, relatórios e outros dados que considere relevante.

Tenha, ainda, um botão de doações, que seja simples, fácil de encontrar, e que permita uma contribuição rápida e prática.

 

Inovar pode ser simples

Para que uma nova estratégia seja considerada boa, ela deve apresentar resultados eficientes, com simplicidade.

Use as novas tecnologias a seu favor, atraindo mais pessoas, engajando voluntários para a sua causa e se mantenha alinhado às novas tendências de comunicação – desde que isso funcione com o seu público.

Pense sempre na tecnologia como aliada. Por exemplo, se seu público acessa e-mails, crie uma estratégia de e-mail marketing, mas se preferem algo mais tradicional, é possível investir em uma revista ou em um boletim impresso.

Conheça o ÜP, uma plataforma de gestão completa para sua Organização Social alcançar mais doações e apoiadores.

Encontre seu público

É preciso conhecer seu público para entender as melhores ferramentas de comunicação para a sua ONG.

Identifique qual a idade dessas pessoas, em quais canais elas estão e como elas se relacionam com as causas sociais.

Quando o público está bem definido, fica muito mais fácil determinar um caminho de marketing a ser seguido.

Saiba como captar recursos com a ferramenta ÜP.

Quais canais de captação utilizar na ONG?

E se você está em dúvida sobre quais canais utilizar, apresentamos algumas opões que valem a pena ser analisadas:

1.      Botão de doações do Facebook

doações pelo facebook

As ONGs conseguem acrescentar um botão de chamada para ação convidando os usuários dão Facebook a doarem para a instituição. O passo a passo é bem simples:

  1. Na capa da página, clique em “+Adicionar um botão”.
  2. Escolha a chamada para ação e informe a URL do seu site.
  3. Clique em criar.

Para que essa opção funcione, sua página deve estar enquadrada na categoria de organização sem fins lucrativos.

Essa função pode ser utilizada em anúncios pagos e no impulsionamento de postagens. Para potencializar os resultados, tenha um botão de doações atrativo no seu site e disponibilize várias informações sobre a ONG na página.

2.      E-mail Marketing

O e-mail marketing ainda é uma das principais ferramentas de comunicação do mundo e também pode incrementar sua estratégia de doações.

Envie conteúdo relevante para sua lista de contatos – de acordo com o perfil de cada grupo de pessoas – e, periodicamente, faça o pedido de doações.

Inclua um botão de doações no seu e-mail, que tenha navegação intuitiva e facilitada e incentive as pessoas a contribuírem.

3.      Google Grants

O Google Grants é um programa do Google que disponibiliza até 10 mil dólares por mês para instituições financeiras usarem em anúncios no Google Ads, a ferramenta paga da página de buscas.

O ideal, neste caso, é conhecer minimamente sobre o uso dessa ferramenta, que coloca o seu site nos resultados pagos, de acordo com palavras-chaves previamente selecionadas por você, e que, depois, serão buscadas pelos usuários.

Para que a estratégia funcione, é preciso ter um bom site, assim, o usuário que clicar no seu anúncio terá uma boa imagem da marca e se sentirá mais engajado a doar.

Caso tenha se interessado temos um e-book completo sobre o Google Adgrants – Clique aqui e acesse!

4.      Parcerias

Estabeleça parcerias com empresas da sua região, por meio do marketing social. As empresas podem contribuir com um valor fixo mensal ou patrocinar um projeto, e terem a marca associada à sua instituição.

Essa é uma forma interessante de captar recursos, pois todo mundo sai ganhando.

5.      Pacote de soluções da Risü

A Risü é um empreendimento social com múltiplas soluções para organizações sociais. Quem está cadastrado em nosso site, consegue aumentar exponencialmente suas doações, e manter uma boa performance de arrecadação.

  • Uma das soluções é o projeto Lojas Embaixadoras, em que empresas fazem contribuições mensais para o terceiro setor, de acordo com suas possibilidades financeiras e recebem um selo, que pode ser utilizado em seus canais de comunicação, fortalecendo sua marca.
  • Outra solução relevante é o Shopping Online do Bem, que une lojas, compradores e ONGs em prol do social. Ao comprar em uma das lojas parceiras, o usuário cadastrado destina parte do valor de suas compras para uma ONG e ainda ganha descontos. Isso é bom para todos e incrementa o valor arrecadado pela instituição.
  • Por fim, o Risü disponibiliza o ÜP, uma plataforma completa de gestão de doações. A ferramenta pode ser utilizada como um botão de doações, facilmente integrado ao site e ainda conta com tecnologia call back, para identificar os doadores que desistiram antes de concluir e retomar essa contribuição.

Saiba como captar recursos com o ÜP e de que maneira ele pode ajudar sua ONG a se aproximar dos doadores e voluntários, incrementando sua estratégia de arrecadação.


Falar com um consultor

Canais de captação de recursos: saiba por que é importante investir em mais de uma opção
O que você achou deste texto?
Post Anterior Próximo Post

Você também vai gostar

Nenhum Comentário

Deixar Comentário