10 passos para sua ONG ser digital
Marketing para o Terceiro Setor

10 passos para sua ONG física ser, também, uma ONG virtual

Fica aqui o questionamento: sua instituição faz um trabalho lindo, ajuda a melhorar o mundo, mas será que você está fazendo tudo que pode para que esse esforço chegue ao maior número de pessoas possível? É hora de pensar em tornar sua ONG física em ONG virtual e aproveitar os benefícios das plataformas digitais!

Porque uma coisa é fato – o mundo passa pela quarta revolução industrial. O desenvolvimento da inteligência artificial intensifica ainda mais a relevância da tecnologia em nossas vidas. E ela pode ser muito benéfica para sua instituição.

Estamos conectados o tempo todo e já não faz mais sentido separar o on do offline, como se fossem universos completamente distintos.

Empresas de todos os setores já compreenderam isso e estão investindo cada vez mais no contexto digital, tanto para divulgar sua marca quanto para fazer novos negócios.

Confira, nesse post, 10 passos para transformar sua entidade em uma ONG virtual e ter resultados mais efetivos e de impacto em seus projetos sociais.

Cadastre sua ONG para Aumentar sua captação de recursos

O que é uma ONG virtual?

ong virtual

Uma ONG virtual é aquela que funciona no âmbito do universo digital, ajudando grupos de pessoas por meio da divulgação de informações e notícias sobre determinado problema.

Também é possível criar de campanhas de conscientização, e formar comunidades que compartilhem experiências e busquem soluções comuns.

Mas o trabalho não precisa ficar restrito aos projetos online: dá para ganhar relevância e tirar diversas ações do papel, transformando a vida das comunidades.

Aliando os projetos offline às diversas ferramentas do online, sua ONG virtual consegue destaque, ampliando a projeção e expandindo a importância de cada uma das causas com as quais está envolvida.

Você recebe muitas visitas no site da ONG virtual, mas o nível de doações está baixo? Saiba como transformar seus visitantes do site em doares reais com as dicas imperdíveis da Risü.

10 passos para conferir status de ONG virtual à sua instituição

Ainda não sabe como a sua organização pode obter sucesso na internet e garantir mais visibilidade?

A Risü listou 10 passos para começar sua ONG virtual e expandir suas ações para além do espaço físico em que a instituição está inserida.

1.      Faça um bom planejamento estratégico

Antes de tudo é preciso organizar os objetivos da ONG virtual. Defina objetivos, prazos e ações para alcança-los.

Documente tudo e vá medindo os resultados de tempos em tempos.

Na internet, existem ferramentas – muitas gratuitas – para acompanhar diversas métricas. Dessa forma, você vê, na prática, os desdobramentos das ações: o que deu certo e o que precisa ser aprimorado.

2.      Arrecade dinheiro através de crowdfunding

crowdfunding para sua ong virtual

Lembra da antiga vaquinha, quando todo mundo juntava seu dinheiro para um objetivo comum?

É exatamente essa a proposta do crowdfunding, uma solução online de financiamento coletivo que vem sendo utilizado por empreendedores e que também funciona muito bem para projetos sociais.

É uma forma de tirar ideias do papel, arrecadando fundos através da internet – que potencializa o alcance da campanha e atrai muita gente interessada em colaborar.

Existem diversos sites, como o Vakinha, Benfeitoria e o Catarse, que explicam o passo a passo para criar a campanha e começar a arrecadar dinheiro agora!

3.      Coloque um botão de doações no site

O site é o cartão de visita de qualquer instituição no espaço digital. Uma ONG virtual deve apresentar sua essência nessa página, compartilhando informações relevantes, que façam o usuário se interessar pela marca.

Além de estruturar o site para ter uma navegação intuitiva, é muito importante apresentar dados gerais, como endereço, telefone, link para as redes sociais e até uma página de perguntas frequentes.

Não se esqueça de inserir um botão de doações, em um espaço de fácil localização e que convide o usuário, de forma atrativa, a contribuir.

Com as facilidades tecnológicas, o usuário pode doar na própria página, com cartões, boleto ou transferências por meio de ferramentas como o PayPal, por exemplo.

4.      Divulgue informações sobre suas contas

Além dessas opções de arrecadação de recursos, você pode divulgar informações sobre a conta da ONG virtual, para as pessoas fazerem doações sempre que quiserem.

Informe banco, número da agência e da conta corrente, bem como o titular da conta.

De tempos em tempos relembre sobre essa possibilidade e ressalte que os colaboradores podem agendar doações mensais na própria instituição financeira ou fazer transferências usando o celular.

5.      Conte sua história

Essa é uma das possibilidades mais interessantes das plataformas online: você consegue mostrar os bastidores da ONG virtual, para que o público entenda suas necessidades, dores e conquistas.

Destaque projetos de sucesso, ideias que estão sendo iniciadas, como o trabalho voluntário funciona e como a organização nasceu.

Conte a sua história e deixe as pessoas conhecerem, mais intimamente, toda a estrutura da organização.

6.      Mantenha um blog

ong virtual mantenha um blog

O blog é uma plataforma essencial para uma ONG virtual.

Nele você vai divulgar soluções para diferentes públicos, afinal, vivemos uma era de nichos, em que as pessoas são atraídas por assuntos muito específicos.

Ao criar conteúdo para a ONG virtual, segmente seu público e pense soluções para problemas reais e mais exatos.

Por exemplo: se sua ONG cuida de mulheres em situação de violência, divulgue informações sobre como lidar com o assédio no ambiente de trabalho ou como proceder em casos de violência psicológica.

É importante mesclar respostas para perguntas específicas com soluções gerais, ficando de olho ao tipo de busca feita em sites como o Google.

O blog também pode divulgar o impacto dos seus projetos na comunidade e incentivar outras pessoas e promoverem iniciativas semelhantes em outras localidades.

7.      Cuide bem de todos os canais de relacionamento

Relacionamento é tudo na era digital. Por isso, orientamos a ONG virtual a ter o mesmo cuidado e atenção com o público e todos os seus canais de atendimento.

Tenha repostas padronizadas para redes sociais, mas não dispense a personalização, quando possível.

O WhatsApp também se torna um importante canal de relacionamento, desde que tratado de forma estratégica e com profissionalismo.

Cadastre sua ONG para Aumentar sua captação de recursos

8.      Use as redes sociais a seu favor

As redes sociais são uma realidade em todas as instituições, e também nas do terceiro setor.

Elas ajudam a criar um canal de comunicação mais próximo com o público. Isso facilita a conversa, que também fica mais dinâmica.

Esteja nas redes sociais em que o seu público também está e converse com ele. Poste informações relevantes, que engajem as pessoas e criem mais empatia pelo projeto.

Lembre-se que as pessoas passam bastante tempo nas redes sociais e essa é uma boa oportunidade de sua marca ser vista.

É fundamental manter a comunicação alinhada em todos esses canais, para manter a identidade da ONG virtual forte.

O Instagram é uma rede social popular e que ajuda a atrair muitos novos seguidores e defensores da marca. Saiba como aumentar as doações da ONG pelo Instagram em um artigo que fizemos sobre o assunto.

9.      Encontre parceiros para criar promoções

Sua ONG virtual não precisa fazer tudo sozinha. Afinal, a responsabilidade social é baseada na união e na soma de esforços.

Encontre parceiros que se identifiquem com sua organização e possam doar talentos em promoções de arrecadação.

Um exemplo: um fotógrafo pode sortear um ensaio para pessoas que doarem algum dinheiro, e sua página divulga o trabalho dele.

Dê preferência às pessoas que já acompanham sua ONG e se interessam de verdade pela causa – não apenas pela divulgação.

10.  Divulgue eventos da ONG nas redes sociais

As redes sociais são um excelente canal para divulgar eventos beneficentes, como bazares, bailes, festas e festivais.

Dá para criar eventos no Facebook e saber quantas pessoas estão interessadas e até vender ingressos virtuais, começando a arrecadar recursos antes mesmo da programação começar.

É uma forma de atrair mais pessoas e facilitar a divulgação, sem precisar gastar muito.

Benefícios de uma ONG virtual

benefícios ong virtual

Elevar sua instituição aos status de ONG virtual só tem vantagens. Veja os principais benefícios de planejar ações digitais:

Posicionamento de marca

Mais gente vai ver sua marca e se interessar por seus valores e missão.

Estar na internet ajuda a ONG virtual a deixar bem claro seu posicionamento e objetivos de transformação social.

Pode ter certeza que, nesse exato momento, há usuários buscando caminhos para ajudar alguma causa. Se sua ONG fizer um bom trabalho de posicionamento online, certamente aparecerá nos resultados.

Baixo custo

O custo de estar na internet é bem mais baixo. A divulgação é simplificada, os canais de comunicação são gratuitos e o retorno é mais interessante.

Dá para começar gastando quase nada e ir aumentando os investimentos de acordo com a demanda da ONG virtual.

Proximidade com o público

Virtualmente, o contato com o público é mais próximo. Essa relação pode ajudar a divulgar mais informações sobre a ONG e seus projetos.

Na internet, você também viabiliza um espaço para as pessoas darem opiniões e tirarem dúvidas. Essa via de mão dupla pode (e vai) aprimorar o trabalho da organização como um todo.

Mais possibilidade de receber doações

Mais pessoas vão conhecer sua ONG pela internet  e ainda poderão fazer doações digitalmente, sem precisar ir a um local específico. Assim, a possibilidade de arrecadar recursos é maior.

Finalmente sua ONG poderá tirar diversas ações do papel e ampliar o atendimento às comunidades.

A Risü ajuda ONGs de todo o Brasil a arrecadar doações, conectando lojas do bem e pessoas que querem contribuir.

Basicamente, o usuário cadastrado em nossa plataforma escolhe uma das lojas parceiras para destinar parte do valor da compra e ainda ganha descontos.

É bom para todo mundo!

Conheça as ONGs da Risü e saiba mais sobre nossa metodologia de arrecadação.


Falar com um consultor

 

10 passos para sua ONG física ser, também, uma ONG virtual
5 (100%) 1 voto
Post Anterior

Você também vai gostar

Nenhum Comentário

Deixar Comentário