Fazer o Bem

Banco de leite | Por que você deve fazer doação de leite materno?

Você sabia que é possível fazer a doação do leite materno? Algumas mulheres produzem uma quantidade de leite maior do que a necessidade do seu próprio bebê. Assim,  leite que sobrou pode ser doado para um Banco de Leite, que fará a distribuição para crianças e recém-nascidos que precisam desse reforço na alimentação.

Entenda como fazer a doação para o Banco de Leite Humano e como esse gesto pode salvar muitas vidas!

Doação de leite materno | Por que fazer?

banco de leite - doacao leite materno

Além de não saber da possibilidade de doar seu leite materno, muitas mulheres não entendem os motivos e benefícios da doação e vamos explicar aqui porque doar.

Tanto a OMS quanto a UNICEF consideram o leite materno o único alimento capaz de nutrir todas as necessidades de um bebê, já que o leite materno contém 160 substâncias para auxiliar no desenvolvimento da criança.

O leite conta com proteínas, gorduras essenciais, carboidratos, anticorpos e glóbulos brancos, que são indispensáveis para a sobrevivência, sobretudo nos primeiros meses de vida.

No caso de bebês prematuros, o leite materno é ainda mais essencial, pois se forem alimentados desde o seu nascimento, têm maiores chances de recuperação, com grandes benefícios no desenvolvimento neurológico, cardíaco, pulmonar e gastrointestinal. A amamentação com leite materno também reduz a frequência de doenças crônicas que podem surgir na infância ou adolescência.

Como é a realidade dos bancos de leite no Brasil?

A Rede de Bancos de Leite Humano brasileira é a maior rede do mundo, sendo considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) referência para outros países. O Brasil é modelo para a cooperação internacional em mais de 20 países das Américas, Europa e África, estabelecida por meio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

Entretanto, mesmo com todo o reconhecimento e trabalho de conscientização que é feito pelo governo e pelas instituições envolvidas, conseguir doadoras ainda é um processo difícil.

No mundo existem 292 bancos de leite e, só no Brasil, temos 221 unidades. Aproximadamente 150 mil litros de leite são coletados, processados e distribuídos a recém-nascidos de baixo peso internados em unidades neonatais todos os anos no país.

Mesmo assim não é suficiente

De acordo com os dados da rBLH Brasil, nos últimos três anos foram coletados 89,2% dos 1,1 milhão de litros de leite doados no mundo.

Apesar dos altos índices, o volume ainda é insuficiente. Para você ter uma ideia, apenas no ano de 2014, em São Paulo, eram mais de 79 mil bebês prematuros internados. Porém, apenas 26.826 receberam leite materno por meio de doação.

Isso acontece porque muitas mães acreditam que têm pouco leite, que não existe necessidade de doação, que o leite é fraco ou até desconhecem a possibilidade de doação.

Em meses de férias ou de tempo frio, a doação é ainda menor, uma vez que muitas mães viajam ou não se sentem dispostas a fazer a doação.

Risü - Cupom de desconto

Quem pode doar?

Então vamos esclarecer de vez todas as dúvidas sobre o processo!

De acordo com a legislação que regulamenta o funcionamento dos Bancos de Leite no Brasil (RDC Nº 171), pode doar a mulher que estiver com excesso de leite durante o período de amamentação.

Para fazer parte do banco, a doadora deve ser saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar e a doar o excedente.

Antes de fazer a coleta, o banco de leite faz um cadastro criteriosos com as doadoras, para que haja um controle rígido da saúde da doadora e impeça a infecção ou desenvolvimento de doenças por parte do recém-nascido. Além desses requisitos, é importante que a mãe:

  • Apresente os exames do pré ou do pós-natal, comprovando estar saudável
  • Não fume
  • Não use álcool ou drogas ilícitas
  • Não tome medicamentos incompatíveis com a amamentação

Quanto mais a mãe amamenta seu bebê, mais leite ela terá e é este excedente que pode ser doado. É importante lembrar que não importa a idade que seu filho tenha, o que vale é a sua saúde e predisposição.

Banco de leite humano | Onde devo doar o leite materno?

Se você se encaixa nos pré-requisitos indicados para doação e quer ajudar as crianças, é só entrar em contato com o Banco de Leite Humano e encontrar aqui o mais próximo de você. Existem bancos em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Você pode também entrar em contato pelo número 0800-26-88-77, de segunda a sexta, entre 7h e 18h.

Para facilitar e estimular a doação, os bancos de leite buscam na sua casa o excedente produzido e armazenado. Algumas empresas como a Uber ainda oferecem descontos para quem mora em São Paulo e quer fazer a entrega do leite coletado no banco de leite mais próximo.

Porem, se você preferir, também pode optar por fazer a extração (ordenha) nas salas de coleta da rede.

Para quem vai o leite que eu doar?

banco-de-leite-bebe

Os bebês que nascem com menos de 37 semanas são considerados prematuros e podem ficar dias ou até meses internados em Unidades Neonatais até terem seu desenvolvimento completo. São eles os maiores beneficiários do sistema de doação de leite.

Os hospitais e maternidades, em geral, priorizam os bebês internados em suas unidades para doação do leite, que podem ter as seguintes características:

  • Bebês prematuros e recém-nascidos que nasceram abaixo do peso e não conseguem fazer a sucção do leite da mãe;
  • Recém-nascidos que nascem ou desenvolvem algum tipo de infecção, especialmente as intestinais;
  • Bebês portadores de deficiência imunológica;
  • Bebês com alergia alimentar.

Como tirar leite materno?

Como você pôde perceber a doação pode salvar muitas vidas. Cada litro de leite doado pode alimentar até dez bebês prematuros em um único dia! Por isso, é muito importante se conscientizar e fazer a doação caso você tenha leite excedente durante a amamentação.

Se você se interessou em participar, é importante seguir os passos recomendados pela rBLH, para evitar desperdícios. Atualmente, cerca de 30% do leite doado é perdido pois não foram seguidos os passos adequados de higiene e segurança durante a coleta e a armazenagem.

Confira como fazer da maneira correta:

Como preparar o frasco para coletar o leite?

Antes de fazer a coleta, prepare o frasco para garantir a higienização correta:

  1. Pegue um frasco de vidro com tampa de plástico – como os de maioneses, por exemplo;
  2. Retire o rótulo do frasco e o papelão que fica embaixo da tampa. Lave bem como água e sabão;
  3. Coloque o vidro em uma panela até que fique coberta de água e deixe ferver por 15 minutos.
  4. Em seguida, escorra a água da panela e coloque o frasco e a tampa para secar de boca para baixo em um pano limpo, sem enxugar. Assim que estiver seco, você já pode usar.

Como se preparar para retirar o leite?

Com o frasco limpo, entenda como fazer a ordenha.

Logo que o bebê mamar ou quando as mamas estiverem muito cheias, chegou a hora de retirar o leite.

Antes disso, siga essas instruções para que não inviabilizar a coleta:

  • Faça a retirada em um local tranquilo, limpo e longe de animais.
  • Evite conversar ou utilize uma máscara no rosto, para não infectar o leite com bactérias e saliva;
  • Prenda o cabelo e cubra-os com uma touca ou lenço;
  • Lave as mãos e antebraços com água e sabão e seque com toalha limpa ou papel-toalha.

Como retirar o leite?

Agora, é só começar a massagear as mamas com movimentos circulares e suaves. Comece pela aréola (parte escura da mama) e continue para o restante. Não utilize aparelhos e máquinas, faça a retirada do leite manualmente.

  1. Coloque os dedos polegar e indicador na aréola e firme-os empurrando para trás, em direção ao corpo.
  2. Depois, comprima um dedo contra o outro várias vezes, até que o leite comece a sair.
  3. Despreze os primeiros jatos ou gotas e inicie a coleta no frasco já higienizado.
  4. Entre em contato com o Banco de Leite mais próximo para combinar a entrega das doações.

Mesmo que você só tenha conseguido retirar poucos mililitros de leite, não tem problema: poucas gotas já podem salvar vidas!

Lembrando que você pode também fazer várias retiradas de leite para encher o frasco, contanto que ele esteja guardado no congelador ou freezer por até 15 dias. Vamos falar sobre isso em seguida.

Se tiver dificuldade, procure o Banco de Leite Humano mais perto e conte com a ajuda dos profissionais.

Como guardar o leite materno antes da coleta pelo Banco de Leite? | Conservação

banco de leite - conservacao

Depois que você fizer a ordenha da maneira correta, é importante conservar o leite até que seja coletado.

Para fazer a conservação, coloque o frasco com o leite no congelador ou freezer. O leite pode ficar nessas condições por até 15 dias.

Na próxima vez que for retirar o leite, utilize outro recipiente esterilizado e, ao terminar, acrescente este leite no frasco que está no freezer ou congelador.

O leite humano doado, após passar por processo que envolve seleção, classificação e pasteurização, é distribuído com qualidade certificada aos bebês   internados em unidades neonatais.

Outras formas de doar

Risü - Cupom de descontoSe você não se encaixa no perfil de doadoras, não tem um filho, é homem ou, por qualquer outro motivo não pode fazer a doação de leite, existem outras formas de ajudar.

Para contribuir para a saúde de crianças e de adultos, você pode se cadastrar para fazer a doação de medula óssea, contribuindo para os pacientes com leucemia, ou a doação de plaquetas, que ajuda pessoas com milhares de doenças diferentes.

Aqui na Risü temos parceria com diversas instituições que promovem o bem e contribuem para salvar vidas. E você pode ajudar de um jeito bem fácil! É só fazer suas compras online por meio do nosso site e parte do valor da sua compra será doado a uma dessas instituições. E você não paga nada a mais por isso!

 

Banco de leite | Por que você deve fazer doação de leite materno?
Avalie este post
Post Anterior Próximo Post

Você também vai gostar

Nenhum Comentário

Deixar Comentário